SMART LIVING

A domótica está a mudar o estilo de vida de quem quer aproveitar ao máximo o conforto da sua habitação, e o Algarve lidera as últimas tecnologias de ponta


Texto Sara Alves

Desde home cinemas a moradias gigantes totalmente controladas por um único toque, a domótica tem evoluído imenso nos últimos anos. Do simples videoporteiro até soluções totalmente personalizadas para cada habitação, o objetivo é transversal: encontrar a forma mais cómoda, moderna, prática, fácil, segura e económica de controlar toda uma casa, à distância ou presencialmente.

Para nos explicar as tendências das últimas tecnologias conversamos com Hélder Martins, fundador da empresa Deritec, perto da Quinta do Lago, um verdadeiro polo no que diz respeito à automatização doméstica no Algarve. A empresa dedica-se, desde 2007, à instalação das mais modernas soluções de smart home e cinema, e já foi distinguida com os prémios Representante do Ano em Portugal em 2015, 2016, 2017 e 2019, bem como com o prémio Melhor Projeto Casa também em 2017 e 2018, entre outros, atribuídos pela Control4, uma das principais fornecedoras de sistemas de automatização e de ligação em rede para casas e empresas. Os prémios de 2017, foram o reconhecimento dos dois melhores projetos de domótica de toda a Europa, Médio Oriente e África.

"Na área da domótica, nada é impossível", refere Hélder. E, se por ventura afirmarem que "algo é impossível de concretizar", o empresário rapidamente encontra forma provar o contrário. "Nesta área, o impossível é o limite da imaginação e da carteira", afirma. E cada vez mais se regista "um aumento do interesse das pessoas". Nem mesmo a pandemia mundial veio afetar as solicitações de trabalho.
Para os clientes, a segurança e economia são alguns dos fatores mais importantes. O engenheiro exemplifica: "Um sistema que nos permite ligar as luzes à noite e desligá-las automaticamente, porque reconhece a luminosidade, poupa tempo, dinheiro e trabalho", diz. "Os clientes também gostam de poder chegar a casa e ligar toda a climatização com apenas um toque, ou ir dormir e desligar tudo com um único toque." E na ausência dos utilizadores da casa, "é até possível memorizar o dia a dia da pessoa e replicá-lo nos dias seguintes. Desde ligar a televisão no canal que a pessoa estava a ver, como até a hora a que as luzes foram ligas ou desligadas", revela.

Já para aproveitar o clima ameno do Algarve, uma das soluções mais excêntricas poderá passar, por exemplo, pela criação de uma "pérgola à beira da piscina com um home cinema, ou o controlo de iluminação e rede sem fios, com efeitos sonoros que repliquem uma selva tropical no exterior do jardim", diz Hélder.


Uma das apostas mais fortes e exclusivas dos últimos anos tem sido o cinema em casa. Esta é precisamente uma das grandes paixões do empresário: "Ter um home cinema em casa é pura magia. O som e a imagem transportam-nos para outra dimensão." Foi por este motivo que decidiu dedicar-se de corpo e alma à criação de um "novo conceito" de cinema em casa. "Estamos a avançar com uma fábrica interna dedicada exclusivamente à construção de cinemas. O nosso conceito é totalmente inovador. A ideia é montar tudo ainda na fábrica, desmontar e voltar a montar na casa do cliente", revela. "Da forma como o fazemos, desde a planificação à criação das peças em fábrica própria e a nossa forma de montagem, creio que seremos os únicos em Portugal. Desenvolvemos uma forma de construção e instalação com materiais únicos." Isto permite um controlo total da matéria e do tempo de instalação. "Instalamos um home cinema na Holanda com nove metros por seis, céu estrelado, com balcão e bar, e com cinco homens demorámos três dias a erguer um equipamento na ordem dos 168 mil euros. O cliente ficou muito satisfeito."

No entanto, o empresário refere que o produto mais procurado pelos clientes ainda diz respeito ao home control, isto é, tudo o que implique controle da iluminação, persianas, cortinas e estores, o controlo da infraestrutura de rede da casa (o coração de todos os equipamentos), climatização, a segurança e controlo de acessos, a elegante distribuição do áudio pela casa e espaços exteriores. Cerca de 95 por cento das obras em mãos da Deritec são "instalações em habitações modernas, de raiz", e muitas delas são desenvolvidas em colaboração com alguns dos arquitetos de maior renome nacional como Vasco Vieira, Vítor Vilhena, João Cabrita ou Carlos Santos.

A tendência da domótica, na opinião de Hélder, é "centralizar todas as especialidades numa única aplicação, em vez de ter várias dedicadas para cada especialidade". O futuro passará pela "simplicidade da operação", tendo em consideração a dimensão das casas e a complexidade do planeamento ao detalhe. E é precisamente aqui que o trabalho do engenheiro se distingue dos demais. Nos projetos que desenvolve, tenta simplificar ao máximo as operações do ponto de vista do utilizador. "É possível conseguir instalar imensos equipamentos integrados de forma simples, num único touch pannel que permita uma fácil gestão e manuseamento."

Segundo Hélder Martins, o Triângulo Dourado algarvio continua a ser a melhor área geográfica para executar todo o tipo de projetos na área da domótica. "É aqui que encontramos os melhores projetos em termos tecnológicos na área da domótica a nível nacional."

www.deritec.pt






GALERIA

Tlm.: +351 910 906 262
E-mail: info@deritec.pt
SMART HOME & CINEMA
SOLUTIONS
Copyright © DERITEC 2017
Desenvolvimento e Design :